• London

Mestre Silvio Acarajé – Capoeira Primitiva

Mestre Silvio Acarajé – Capoeira Primitiva

06 Feb 2017

Mestre Silvio Acarajé – Capoeira Primitiva

I’ve set myself a challenge to try and transcribe the toques in this album… This is a work in progress!!!

tic – hit cabaça with baqueta.

I got the album from Amazon EU a while ago, for £7.49, but I can’t find it there anymore. All they have are very expensive CD editions, for over £50. When I click on the link of my order to the album it says it no longer exists. It’s not for sale on Dundak either…

The descriptions from the toques are translated from Silvio’s own words (see below for Portuguese version)

1. 00:00 Angola Santo Malandréu (intro then variations – not sure what the toque itself is, but I recorded what feels like the core of it below)
tsh#domtsh#domdomdomdom tictic domtsh#domdomdomdim
tsh#dimtsh#tsh#dimdimdim tsh#dimtsh#tsh#dimdimdimdom
tsh#tsh#domtsh#domdomdom tsh#tsh#domtsh#tsh#dim
tsh#tsh#dimtsh#tsh#tsh#dimtsh#tsh#tsh#dimtsh#tsh#tsh#dom
domdimtsh#tsh# domdimtsh#tsh#
tictic tsh#domtsh#domtsh#domtsh#dim tic
domdomdomdom domdim tic domdomdomdim domdomdomdim tic …
tsh#tsh#dimdom tsh#tsh#dimdom tsh#tsh#dimdimdimdom
tsh#tsh#domdim tsh#tsh#dom dimdomdim tsh#tsh#domdim
tsh#tsh#domdim tsh#tsh#domtssdomtssdomdimdomdim dimdimdimdomdim
Then it’s mostly this (Angola) with variations
tsh#tsh#domdim tsh#tsh#domdimdodim tsh#tsh#domdim
tsh#tsh#domdim tsh#tsh#domdim tsh#tsh#domtssdomtssdomdimtsh#tsh#domdim

tsh#tsh#domdim tsh#tsh#domdim tsh#tsh# domtsh#domtssdomtsstsh#domdim dimdimdimdim domdim

https://drive.google.com/open?id=1JZZM8L9s-Rebl4Us6jVcTB_3IIDm6lar

2. 03:16 Gêgy
Mestre Poncianinho helped out here as I couldn’t figure it out…
domtsh#(tsh#) domtsh#(tsh#) domtsh#(tsh#) domtsh#(tsh#)
tsh#(tsh#)dom dom OR
tsh#domdomdom (last dom connect back to the top)

A vigorous toque. The game is Angola, the difference is the repique which has a Gêgy-Nagô influence.

3. 05:24 São Bento Grande em Gêgy (TO DO)

The game is identical to São Bento Grande de Angola. The difference is in the Gêgy repique, at the end of this track the rhythm changes to Angola.

4. 08:35 Jogo de Fora
domdimdomdimdomdimdom x2
domdimdomdimdomdimdomdimdomdimdom…

A very fast toque, for a game to study the adversary with a view to observe their failures leading to Jogo de Dentro.

5. 10:12 Jogo de Dentro
tsh#tsh#domdomdimdimdimdomdim
tsh#tsh#domdimdomdimdimdomdim

Beautiful toque, vigorous. It starts in São Bento Grande Regional fashion and ends spectacularly, in Angola. The players enter each other’s space to attack and defend. It’s a more skilful game, for those advanced in this “Art-Fight”.

6. 13:10 Dandara
[source]
tsh#tsh#domtsh#dim…
tsh#tsh#domdimdomdim

Created by Silvio Acarajé in homage to women who practice capoeira. According to Palmares’ records, Dandara was Zumbi’s greatest love.

7. 15:17 São Bento Grande de Angola – (TO DO)

“Triple” as it’s comprised of very fast repiques, the rhythm triples.

8. 17:21 Samango (Mestre Canjiquinha)
tsh#dom tsh#dom tsh#domdomdomdom tsh#domdomdomdomdomdomdomdom

This old toque is performed by hitting the baqueta ONLY below the dobrão, therefore using only one note. The game is very curious, practically devoid of ginga, hitting one foot on the ground in a reverse cycling motion suddenly releasing the attacks, fooling the adversary.

9. 19:27 Muzenza (Mestre Canjiquinha). This is the basic toque (add more chiados to taste!):
tsh#tsh#dom tsh#dom dom
tsh#tsh#dom domdim dom dom – Jacarelodo explains it on youtube

In the context of Candomblé banto, muzenza means novice: a beginner. The toque originates in Candomblé and in capoeira it shows disdain for the adversary.

10. 21:33 Angola Dobrada
tsh#tsh#dom tsh#domdom tsh#domdim
tsh#tsh#domdomdomdom domdomdom dim

You can say it’s the same as Angola, except the capoeira plays with extreme attention and in the same opening as the adversary entering with the head, hands and feet.

11. 24:08 Tico-Tico
domtss domtss domtss domdomdomtss

The rhythms of the baqueta and caxixi imitate the bird (Rufous-collared sparrow). It is said the natives use it a lot in Ilha de Maré, slave refuge. Also used by capoeiras and people linked to the afro culture.

12. 26:15 São Bento Pequeno de Angola
Sounds like the traditional tsh#tsh#dimdom São Bento Pequeno with exquisite manouvres/repiques… i.e.
tsh#tsh#dim tsh#tsh#dom tsh#tsh#dimdom
dimdimdomdimdim tsh#tsh#dimdom

In this game the contenders play upright without being affected by the attacks, having a more demonstrative purpose with a view to refine the movements.

13. 28:52 Cavalaria Antiga – (TO DO)

Warning for escaped slaves that a cavalry patrol, or any other enemy, was on its way.

14. 30:28 Angola em Gêgy – (TO DO)

Vigorous, cadenced rhythm. It demands an enhanced technique from the berimbau player.

15. 34:03 Idalina de Angola
tsh#tsh#dom dom dom tsh#tsh#dim
tsh#tsh#domdimdomdim tsh#tsh#domdimdomdim

Used only by advanced capoeiras, who played with a blade, inversely placed between the toes, aiming for the adversary’s tendon.

16. 36:10 Barravento
dom#tsh#dom#tsh#dom#tsh# dom#dom

It can be said to be one of the most beautiful capoeira toques, very fast and pleasing to the ear in which the soloist shows the infinite repiques that exist in the berimbau. The game is loose, comfortable; it’s a demonstration of happiness.

17. 38:43 Ave-Maria
tsh#tsh#dom tsh#tsh#dim
tsh#tsh#domtssdomtssdomdim

With a slow start, demonstrating balance and knowledge of the art.

18. 41:15
Aviso
Mestre Poncianinho helped out here too. The basic is:
tsh#tsh#dim tsh#tsh#dom and some domdomdimdomdom

Not very well known, forgotten toque. Very old and of very fast execution. Its aim was to also alert slaves of enemy presence.

I don’t know a lot about Mestre Sílvio Acarajé, but I will add information as I get them… The first time I heard this album, and in particular the first song, Boiadeiro I thought I died and gone to heaven! That was back in 2011.
* He is from São Paulo, and also an artist (according to someone who trained in an academy – comments section), he adorned the walls of said academy with capoeira related imagery. Don’t know which one, YET!
* Here’s a text written by him in Portuguese. I’m copying it here in case the page disappears! (Seems to happen when people often don’t renew domain names)
Silvio Acarajé – Capoeira Primitiva

Meu Mestre foi Paulo Limão que está descrito no livro: Capoeira Angola- Waldeloir Rego. Como “Santo Amaro”, o saudoso mestre nasceu em Santo Amaro da Purificação- BA foi para Salvador e tornou-se então contramestre de Caiçara; o mestre Caiçara, considerado então na época (Limão) como um dos melhores Angoleiros da Bahia, deixando sua marca de forma inesquecível nas rodas realizadas no Terreiro de Capoeira do Mestre Pastinha, sendo até escolhido por Mestre João Grande como seu companheiro de jogo; de toque firme e característico no berimbau é possível ouvi-lo no LP de seu Mestre: o Caiçara.
Os toques que lá se ouvem são do mestre em questão. Quem ensinou-lhe os toques, dizia-me sempre foi: Mestre Gato e Mestre Canjiquinha , Limão com o firme propósito de não deixar a cultura e os toques da Capoeira Angola (e Regional) ficar no esquecimento ou mesmo morrer, e tendo em vista o visível interesse em aprender de Silvio Acarajé e seu sobrinho Limãozinho (agora meu cunhado), passa então a ensinar-nos os segredos do berimbau, da dança, no jogo e na luta da capoeira, seja Angola ou Regional.
Eu, pessoalmente dediquei-me ao máximo, aprendendo tudo o que ele me ensinava e sempre buscando mais, perguntando sobre toques os mais esquecidos e difíceis e como se jogava também! Vendo também Mestre Canjiquinha, Gato, tocadores da Ilha e Mercado Modelo; a decorar os sete toques da Capoeira Regional; daquela época para cá (1970) aprendi muito, foi realmente um curso.
Isto que estamos começando a fazer é um trabalho de “base”, que tem naturalmente a força dos Nossos Ancestrais! É um trabalho que traz à tona, o que estava perdido no fundo, encoberto pelo lamaçal do descaso, do esquecimento.
Eis aqui, os toques de berimbau em Gêgy, Angola e outros toques exóticos usados no passado, na Capoeira Angola, guardados outrora em segredo, a sete chaves pelos velhos mestres, apresentados aqui pela primeira vez, de forma tão abrangente ao público capoeira.
Gostaria e salientar e peço o testemunho dos velhos mestres capoeiras que ao passar dos tempos os toques impregnados de axé (os segredos do berimbau) vinham apagando-se da memória dos capoeiras, toques esses que os capoeiras atuais nem sequer ouviram falar! São Toques em Gêgy, como a Angola, o São Bento Grande, o Gêgy Puro, todos esses tocados à maneira Gêgy, que é bem diferente dos conhecidos.
A Angola Dobrada, a Cavalaria Antiga, o Aviso e o Tico-Tico, que são executados à maneira do ex- negro- escravo, o festivo Barravento, o Bizarro Muzenza.
Vamos viver sim, reviver de modo espetacular e autêntico, embora que de um peso colossal de tradição, o que mais rico, puro e brilhante da cultura Afro-Baiana existente; a magia musical da Capoeira Angola; sua mandinga seus mistérios…
Vamos reviver a Velha Bahia da Capoeira, ou se preferirem, a Velha Capoeira da Bahia.
Silvio Acarajé
(Silvio dos Santos)

Toques do CD Capoeira Primitiva- Silvio Acarajé
1- Angola Santo Malandreu: Criação Silvio Acarajé, uma ladainha, uma preparação para o início do jogo da capoeira.
2- Gegy: É um toque vigoroso. O jogo da capoeira é em Angola, a diferença está no toque do berimbau, no repique onde predomina a influência do Gegy- Nagô.
3- São Bento Grande em Gegy: A capoeira é jogada na forma idêntica ao São Bento Grande de Angola. A diferença está no repique Gêgy. No final desta faixa, o ritmo é mudado para Angola.
4- Jogo de Fora: É um toque rapidíssimo, para um jogo de reconhecimento do adversário. Visa observar suas falhas, acontecendo o “Jogo de Dentro”.
5- Jogo de Dentro: Toque muito bonito e vigoroso, começa a moda de São Bento Grande Regional e termina de forma espetacular, numa Angola. No jogo, os contendores enfrentam-se dentro da área do outro, para aplicar e, defender-se dos golpes. É um jogo mais avançado, próprio dos capoeiras bem adiantados na “Arte-Luta”.
6- Dandara: Criação de Silvio Acarajé, homenagem às mulheres que praticam a capoeira. Dandara de acordo com os registros de Palmares, foi o grande amor de Zumbi, o Rei dos Quilombos dos Palmares.
7- São Bento Grande de Angola: “Triplique” por ser constituído por obras de repiques tão rápidos, o ritmo se “triplica”.
8- Samango: Toque antigo é executado batendo-se com a baqueta só embaixo do dobrão, portanto, usando-se somente uma nota. O jogo é muito curioso, praticamente não há ginga, bate-se o pé no chão (um pé só) num movimento de pedalar ao contrário soltando bruscamente os golpes, enganando o adversário.
9- Muzenza: É originário do Candomblé, e no jogo da capoeira, demonstra-se desprezo ao adversário.
10- Angola Dobrada: Pode-se dizer que é o mesmo jogo da Angola, só que o capoeira joga com extrema atenção e na mesma abertura do adversário entrando de cabeça, mãos e pés.
11- Tico-Tico: É um toque no qual a batida da palheta e chocalho do caxixi, imita o pássaro. Dizem os nativos que é muito usado na Ilha de Maré, refúgio dos escravos, capoeiras e pessoas ligadas à cultura afro.
12- São Bento Pequeno de Angola: No jogo da capoeira, os contendores jogam mais em pé sem levar a efeito os golpes, tendo um caráter mais demonstrativo, visando aprimorar os movimentos.
13- Cavalaria Antiga: Toque que era executado com a finalidade de avisar aos negros foragidos da chegada de alguma patrulha da cavalaria,ou qualquer outro inimigo de então.
14- Angola em Gêgy: Ritmo cadenciado, vigoroso, exige do berimbau uma técnica aprimorada.
15- Idalina de Angola: Somente usado pelos capoeiras mais adiantados, que jogavam com uma navalha virada, inversamente colocada, segura entre os dedos dos pés dos capoeiristas, que tentavam atingir tendão do seu oponente.
16- Barravento: Pode-se dizer, um dos mais bonitos toques da capoeira, muito rápido, agradável de se ouvir em que o solista demonstra os infindáveis recursos de repique que há no berimbau. O jogo é solto, muito á vontade; é uma demonstração de alegria.
17- Ave-Maria: Com início lento, demonstrando equilíbrio e conhecimento da arte.
18- Aviso: Pouco conhecido, esquecido. Muito antigo e de execução super-rápida. Tinha como finalidade de alertar os escravos da presença inimiga.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: