• London

Galope – Gonzaguinha

Galope – Gonzaguinha

We have been learning this song. There are many versions of Galope out there, in Capoeira the words have been changed to fit its context, here are two examples:
Gonzaguinha’s Version – 1973 – I won’t translate because this one is worth learning Portuguese just to understand it in its natural environment/context! (Also I’m pushed for time!) Except for one cutting sentence… See below.

O galope só e bom quando é a beira mar
O galope só é bom quando se pode amar
Esse mote só é bom bem livre de cantar
Falar em morte só e bom quando é pra banda de lá

É sacode a poeira
Imbalança, imbalança, imbalança, imbalança

Casa de ferreiro, espeto de pau
Quem não engole espinha nunca vai se dar mal
Quem não dança minha dança é melhor nem chegar
Se puxou do punhal tem que sangrar
Tem que sangrar tem que sangrar

É sacode a poeira
Imbalança, imbalança, imbalança, imbalança bis

Me dê um cadinho de cachaça…
Me aqueça, me aperte, me abraça…
Depressa, correndo, vem ligeiro
Me dê teu perfume, dê um cheiro
Encoste em meu peito o coração
Vamos mostrar pr´esses cabras como se dança um baião
E quem quiser aprender é melhor prestar atenção

É sacode a poeira
Imbalança, imbalança, imbalança, imbalança bis

Deixa essa criança chorar, deixa essas criança chorar
Não adianta cara feia, nem adianta se zangar
Que ela só vai para quando essa fome passar
… e doutor, uma esmola a um pobre que é são
Ou lhe mata de vergonha, ou vicia o cidadão
(… and Mr., charity to poor person who is sane, will either kill them with shame or turn the citizen into an addict)

É sacode a poeira
Imbalança, imbalança, imbalança, imbalança

Mestre Barrão’s version: this is a more macho and aggressive version, whereas Gonzaguinha’s is more about social commentary.

Sou brasileiro, vim das bandas lá do norte, vim tentar a minha sorte para a vida melhorar, I’m brazilian, came from the North, came to try my luck to better my life
eu sou guerreiro e não tenho medo da morte. Capoeira pede sorte eu vim aqui para lutar. I’m a warrior and I’m not afraid of death. Capoeira asks for luck, I came here to fight

É sacode a poeira shake the dust
Imbalança, imbalança, imbalança, imbalança (x2) unbalance

Casa de ferreiro, espeto de pau,Blacksmith’s home, wooden stick
pois não brinca comigo você vai se dar mau, don’t you mess with me or you will be in trouble
dou cabeçada, meia lua, rasteira, e se entrar eu dou de berimbau, I give cabeçada, meia lua, rasteira, and if you enter I strike with the berimbau

Capoeira que e bom não vai embora, capoeira que e bom não foge do pau Good capoeira doesn’t leave, good capoeira doesn’t run away from a fight
oi levanta a poeira aia oi raise the dust, aia

É sacode a poeira
Imbalança, imbalança, imbalança, imbalança (x2)

Sou brasileiro, vim das bandas lá do norte, vim tentar a minha sorte para a vida melhorar,
Eu sou guerreiro e não tenho medo da morte capoeira pede sorte eu vim aqui para lutar.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: